23 de nov de 2009

'Heloooooooo, bola!'

Quem o escuta pela primeira na TV, jura que a voz é de um americano exibido. O "maiãmi" é pronunciado como "miémi", e as exclamações lembram aqueles comentaristas gringos que fazem graça quando um atleta enterra uma bola de basquete. Mas não. A voz das transmissões de futebol americano e beisebol da ESPN Brasil é de um brasileiro: Paulo Antunes.

"Pessoal acha que quero aparecer, mas o inglês é quase a minha primeira língua, fui para os EUA com 7 anos e vivi por lá mais 17", justifica Paulo, que cresceu vendo as transmissões esportivas americanas. "É muito fácil se empolgar com futebol americano: tem trombadas, cara que perde o capacete e mostra um cabelão engraçado, o gordo que corre e não sabe o que fazer com a bola...", ri.

Há três anos na emissora, Paulo entrou na ESPN quase sem querer. Ele voltou ao Brasil em 2002, para trabalhar como repórter e apresentador da VTV, afiliada da RedeTV! de Santos. De férias nos EUA, ligou para a ESPN Brasil sugerindo um frila. Virou locutor. "Queria um bombom e ganhei um filé mignon".

Em 2009, vive seu melhor momento e, pela primeira vez, cobriu um jogo in loco: o Super Bowl, a grande final midiática do futebol americano. Tal cobertura rendeu a ele e Everaldo Marques, locutor que está sempre ao seu lado, 15 mil comentários no blog do programa da dupla, o The Book is On the Table - um recorde no site.

"Brasileiro gosta de interação e a gente interage com o fã do esporte, o que não acontecia quando os jogos eram transmitidos dos EUA. Isso faz uma grande diferença."

Na internet, aliás, está o maior exemplo de como Paulo virou hit entre aqueles que gostam de esportes americanos. Suas gírias em inglês e formas de pronunciar nomes de atletas são idolatrados no Orkut e no YouTube. Em especial, um certo latido que solta no ar. "Um dia teve um e-mail comentando que eu latia! Hoje o nome da minha empresa é Paulo Antunes Comunicações e Latidos", diverte-se.

* Matéria publicada no Estadão

Nenhum comentário: