19 de dez de 2008

10 Discos de 2008: 8) Rockz - Disco '08

2008 não foi um bom ano para o rock nacional. Pelo menos no sentido de descobrir novos sons. Se nos últimos dois anos pingou um Superguidis daqui, um Vanguart acolá, um Los Porongas e um Supercordas comendo pelas beiradas, esse ano foi bem fraco. Punha fé no novo disco do Moptop, mas eles pararam de escutar Strokes e foram beber na fonte do Snow Patrol. Daí viu a meleca...

Felizmente, um dos discos que eu estava mais a fim de ouvir nesse ano não me decepcionou: Disco '08, do Rockz. Após um EP muito bom lançado em 2006, a banda não precisava de muito esforço para soltar um discaço. Era só manter o mesmo pique do EP e de suas sete primeiras músicas, que deixavam essa banda quase um Franz Ferdinand carioca.

Riffs espertos, guitarras ligeiras, batidas aceleradas. Letras que fogem de relacionamentos e chifres e falam sobre festas, álcool, sociedade, sexo e, lógico, amor. Mas de um jeito que não é piegas, sem rimá-lo com dor.

É pop acima de tudo e não entendo como essa banda, em que alguns integrantes tocaram com Lobão e Planet Hemp, ainda não estourou. Disco '08 abre com Colorbar, uma cacetada daquelas de pôr o som no talo. Essa Mulher tocaria fácil na Jovem Pan (e isso não é ruim, acreditem) e Confesso que Errei é um hit instantâneo.

Infelizmente, um dos grandes trunfos do Rockz saiu da banda: o vocalista Diogo Brandão. A voz dele lembra os bons tempos de Dinho Ouro Preto (sem a afetação "vamos lá, moçada!" atual) e caía como uma luva no rock cheio de ginga carioca da banda

Ouvi no MySpace as novas faixas com o guitarrista Gabriel Muzak nos vocais e achei tudo bem chatinho, além das letras terem piorado bastante.

Isso é apenas mais um motivo para apreciar Disco '08, que pode ser baixado "de grátis" no Trama Virtual.

Nenhum comentário: