22 de nov de 2008

Culinária de guerrilha

Apesar de mal saber fritar um hambúrguer (depois que descobri a linha Sadia Hot Pocket eu parei com isso), adoro ver quem sabe cozinhar. Por isso que sou um grande fã dos programas de culinária. Quem me levou para esse caminho foi a minha avó Antônia. Sempre assistia com ela a aqueles programas vespertinos da Ana Maria Braga, Cátia Fonseca e companhia limitada. Depois, na TV a cabo, fui eu quem apresentei para ela o Jamie Oliver e a Nigella. Mas vou admitir que a gente gostava mesmo era da Viviane Romanelli, do Shoptime, que errava todas receitas e pedia pro coitado do apresentador do programa de ginástica experimentá-las.

Por eu gostar desse formato de programa televisivo e, principalmente de humor trash, vou falar para vocês qual é o melhor programa de culinária da TV brasileira! Não, não é A Cozinha do Away, do Hermes & Renato (esse é o segundo he-he). O nome da criança é Larica Total, meus amiguinhos.

Apresentado por Paulo Tiefenthaler no Canal Brasil, o programete de 15 minutos vai ao ar todas às sextas-feiras de madrugada, à meia-noite em ponto. O show é um programa de culinária para os solteiros, que moram sozinho e têm de se virar com aquilo que existe em suas geladeiras. Ou seja, nada.

A sinopse da atração já é ótima por si própria. Mas o filé dela (pescou? pescou?) é o Paulo. O cara é um baita ator, que domina a câmera como ninguém e que solta geniais filosofias de bar enquanto mostra suas receitas, como a do "Frango Total Flex" ou do "Yakisobra". Aliás, as receitas são sempre simples e rápidas. Às vezes até demais - vide quando ele ensinou a "arte de flambar" apenas com uma das bocas do fogão.

O programa é feito na própria casa do Paulo, tem fotografia bem amadora, e isso lhe dá uma identidade muito legal. Ali, meus amigos, é tudo roots, papo reto. Paulo pede para tocar e cheirar a comida, não tem frescura. É o dia-a-dia do brasileiro, a culinária de guerrilha. Não tem essa de comida light que não engorda. O esquema é encher a pança e se sentir nutrido.

Assim como o 15 Minutos, da MTV - mas sem todo o seu bafafá -, é na internet que o Larica Total faz sucesso mesmo. O programa tem um site muito legal, em que Paulo comenta os bastidores das receitas e pede para o público sugerir novos experimentos. Um fã da atração, o evaldofilho1982, disponibiliza no YouTube todas as edições que já foram ao ar, e o chef amador diz adorar essa interação.

Anotem: Larica Total terá ao todo 24 episódios em sua primeira temporada do Canal Brasil.

Abaixo, deixo a receita de Paulo que mais me instigou a copiá-la: o misto quente gratinado. Na verdade é um bom e velho croc monsieur - mas de macho, que não exige biquinho na hora de pronunciá-lo.

Nenhum comentário: