4 de set de 2007

Vida e obra de Katylene Beezmarcky



Em uma época em que blogueiro só pensa em descobrir uma forma de ganhar dinheiro sem sair de casa, achar um blog viciante e com uma proposta ousada é cada vez mais raro. Quando eu comecei a conhecer os blogs, lá por volta de 2003, eu pude conhecer aquilo que considero a nata da blogosfera nacional. Hoje a maioria dessa geração já desencanou de ser blogueiro. Um ou outro ainda se tenta manter o pé, mas aquilo lá foi um tempo bom que não volta nunca mais.

Quando eu descobri Katylene Beezmarcky, do agora falecido Papel Pobre, ter um blog novamente fez sentido para mim. De um humor genial, que consistia em escrachar celebridades brasileiras e gringas, Katy conquistou um público fiel na internet (cerca de 100 mil acessos diários), muito além da high society GLS, que era seu público inicial.

Pode-se dizer, sem sombra de dúvidas, que Katylene foi o melhor blog que surgiu nos últimos anos. E, potencialmente, com toda a condição de estourar e estar ali ao lado de um Kibe Loco. Para se ter uma idéia do sucesso, não são raros os casos de leitores que ficavam apertando F5 o dia inteiro na página (já 10 posts em poucas horas).

Pena que a fama gerou inveja, descobriram quem era Katy (s, pois eram duas pessoas, um rapaz e uma menina), e o blog acabou prematuramente. As gírias e o jeito peculiar de escrever desse travesti de Xerém (RJ) vão deixar saudades. Não sei mais o que serei do meu cotidiano sem as seções "umidificação do dia" e "momento ego" ou de ler pérolas como "rehab is the new black".

Especula-se que as Katys foram contratas pelo pessoal do Pânico; que Daniel, um dos autores, mora em Brasília e é filho de um importante chanceler, mas isso não importa. Não se pode acabar com um blog genial, ainda mais em um momento que blogueiro no Brasil está virando sinônimo de merchandising gratuito.

Volta, Katy, por favor!!

OBS: Está rolando um tremendo movimento pela volta do Papel Pobre. Esse blog, inclusive, conta toda a curta trajetória de Katylene Beezmarcky. Já esse é uma espécie de filhote, e tenta assumir o lugar deixado por Katy. Pena que é uma cópia...

Nenhum comentário: