12 de jul de 2005

Relato de um ex-viciado

Soube ontem que o VJ Léo Madeira, da MTV, quebrou ao vivo o novo CD do Oasis. Foi naquele programa Vjs em Ação, onde alguns apresentadores do canal discutem sobre vários temas, seja música ou política. Um Saia Justa, digamos. Enquanto os personagens conversam e emitem opiniões, alguma música toca ao fundo - geralmente um dos discos sugeridos pela produção ou pelos próprios Vjs. Parece que o Madeira pegou o Don?t Believe The Truth, fez um sinal de negativo com o polegar e espatifou o disco contra o chão. Lamentável.

Condeno a atitude do garoto. Não por eu ser um grande admirador do trabalho dos irmãos Gallagher (não tanto quanto nos anos 90), mas pelo ato em si. Meio bobo, parece ter sido feito porque sabe que vai gerar repercussão e protestos. Coisa feia, seu Madeira! Aliás, esses VJs da MTV, metidos a dizer que admiram Björk, Mars Volta ou qualquer coisa sugerida pelo Lúcio Ribeiro - só porque são cults - são uns cabeças ocas. Foi-se o tempo em que o canal era digno de minha audiência. Chris Rock, certa vez disse que o canal produz de tudo, menos música. E vão me dizer que ele não está certo?

O Cazé e o João Gordo, os remanescentes da melhor trupe que a emissora já teve, são mal aproveitados. O primeiro deu pra bancar o Roberto Justus e deixou de lado aqueles programas críticos de sempre, baseados em seu improviso. O segundo foi sujeitado a comandar um programa de coisas freak e viu o seu talk-show, que era demais, ser reduzido em horário e número de entrevistados. Tá um cocô ligar a MTV! A Didi, Hermes e Renato, Thaíde, RockGol e o cara do Mochilão ainda conseguem segurar a peteca. E só.

O Lado B, como o Riff, foram sucumbidos. O Thurderbird se restringe a cobrir eventos da Coca-Cola. Reprises de programas de paqueras e dicas de moda são reprisados a exaustão. Quando um clipe é televisionado, é sempre o mesmo. Good Charlotte, Simple Plan... É o mesmo que ouvimos nas principais rádios nacionais. Agora é tudo produto do jabá no Disk MTV. Em "Escola do Rock", Jack Black diz que a MTV acabou com o rock. Será?

Não quero um outro Fábio Massari, mas pelo menos alguém que entenda aquilo que apresenta. Já fui um "MTViciado", fã do Radiola e apaixonado pela Sabrina Parlatore. Antes tinha música, agora futilidade. E é com os programas, com quem os produz, com a escolha dos Vjs... A MTV, que nasceu com a proposta de nadar contra a corrente e produzir coisas bacanas para os jovens, hoje faz essa porcaria que vemos. Os apresentadores têm que ser bonitões ou estilosos, que exibam a barriga sarada ou a tatuagem moderna no braço. Afinal, o telepronter faz todo o serviço, não é mesmo?

O nível é tanto, que o Léo Madeira (ele de novo) já chamou o Kofi Annan de Nelson Mandela, durante a transmissão do Live 8.

Nenhum comentário: