4 de mar de 2004



Ser caçula é ser desprestigiado. Ser caçula é ter de conviver durante toda sua vida com a palavra “comparação”. Não adianta, todo filho mais novo receberá o estigma do mal de ser comparado com seus irmãos.

Começa quando você é um feto. Sua família, que soltou até rojões na primeira gravidez de sua mãe, ao saber que você virá ao mundo, já reclama:
- Porra! Mais um? Deu pra virar coelho, agora?

Tua mãe tem desejos de madrugada.
- Esse é chato, hein? Fulano era mais gentil, não era tão manhoso.

Basta você nascer e outra palavra entrará em seu caminho: “herdar”. Acabou de nascer – adivinha de quem será seu primeiro macacão? Aquele azulzinho de seu irmão. Seu berço? O usado por seu irmão. Brinquedos novos? Imagina! Teu irmão era tão metódico que deixara todos em excelente condição. Ter o mesmo sexo do irmão mais velho, é uma cruz a ser carregada com muito sufoco.

Ser caçula é um serviço integral, sem direito à pausa ou intervalo pra mamar. O trabalho é duríssimo. Exalte sua veia artística, seja carismático e engraçado. Carinho é fundamental, pule de colo em colo. Exalte suas tias-avós, elas são o eixo de seu sucesso. Não choramingue ao saber que irá passar o domingo na casa delas. Comemore, celebre! Aprenda desde cedo o sentido de manipular. Isso é de extrema importância.

Tente ser educado com seu irmão conforme os anos passam. Tudo bem que ele continua autoritário, afinal, ele é mais velho que você. Segundo lugar não é algo tão ruim. Ele sempre terá preferência na escolha de lugares, isso é fato.

Sua cama nunca será perto da janela, teu material escolar nunca será tão legal como o dele, você nunca usará o primeiro joystick no vídeo-game, a Internet dele será banda larga e, a sua, discada. Tente nunca ter horários que coincidam com os de teu irmão. Goze dos prazeres de ter a casa somente pra você. Pegue a coleção de brinquedos dele e faça a festa. Leia todos os gibis que ele guarda a sete chaves, roube aquelas figurinhas que faltam para você terminar a sua coleção. Lembre-se: tenha uma excelente memória fotográfica. Coloque tudo na mesma ordem que fora encontrado. Caso isso não ocorra, ele irá deda-lo a seus pais, e castigo para filho caçula é sempre mais pesado.

Se teu irmão aprontar alguma na escola, e mamãe não sabe, jamais o entregue. Como disse anteriormente, manipulação é muito importante. Sinta-se um faraó quando isso acontecer. Ele será seu controle remoto.
- Faça o meu Nescau, pegue uma almofada que essa tá dura, coloque no Glub-Glub, traz água, dá pra fechar a cortina? Está muito sol. Dá pra abrir a cortina? Ficou muito escuro...

Sensação, como essa, é indescritível. Não irá durar muito tempo, já que ele prefere uma punição de seus pais a ver seu irmão mais novo tomar a sua coroa.

Se um dia eu topar numa lâmpada mágica, não pensarei duas vezes. “Gênio, por um dia, somente um dia, eu não quero ser caçula!”. Ah, seria o sonho. Iria vingar todos esse anos. Seria o rei da cocada preta.

Nenhum comentário: