16 de mar de 2004

Andanças paulistanas

Minha peregrinação por São Paulo começou ontem. Primeiro dia de aula é aquela sensação de sempre; um pouco de dor-de-barriga, ansiedade, nervosismo, saudades de mamãe... A diferença é que eu não faço mais bico e nem tenho que ser arrastado pelo caminho, socando as mãos no piso frio.

Sou paulistano, mas meus 14 anos de interiorrr deixaram suas marcas. Primeiro; tenho que fazer tudo mais cedo. Cara, do apartamento da nona até a faculdade dá meia-hora de carro –isso porque ela se esconde em São Paulo - morando perto de Osaco. Daqui tudo é longe, sendo que o pior vem na volta. Estou "aprendendo" a andar de ônibus e, depois, de mêtro. Saio da PUC, e enfrento uma caminhada de quinze minutos até o ponto de ônibus. O meu ônibus, passa de quinze em quinze minutos, ou seja, se perdi o desgraçado, toca ficar sentadinho no banco, vendo o pessoal passar. Ainda bem que o ponto está localizado em frente ao Parque da Água Branca. Nesse momento tenho alguns sentimentos nostálgicos de minha infância.

Pegado o transporte, são mais trinta minutos para voltar – isso porque o ponto mais próximo do condomínio está a 15 minutos... a pé!
Em suma: acho que minha batata da perna está se desenvolvendo. Chego em casa e me transformo no Hagar. Como até uma vaca!

As aulas são bacanas. Estou tendo francês, que romântico! Je m’ apelle Gustavo; Je suis étudiant. Ô, língua complicada! Na aula de Filosofia rolou “Páginas da Revolução”, num mini-cinema da universidade. Quinta-feira irei ao Masp, e entregarei nas próximas semanas a resenha um livro de minha preferência. Algumas críticas também foram pedidas. Jóia! Que saudades do ar cultural de sampa!

Em casa estou o próprio rei. Como qualquer neto, sou mimado 24 horas pela vovó. Acordo e já encontro tudo arrumadinho, a geladeira está abarrotada de guloseimas, sou “obrigado” a tirar uma soneca depois do almoço... Coisas muito irritantes, não? Lembram quando o Doug foi passar as férias na casa de sua avó? Minha barriga já está se manifestando pra frente e para os lados.

Agora só falta achar a minha Paty Maionese.

Nenhum comentário: