28 de mar de 2008

Vai ou não vai?

Saca essa: o Danilo Gentili está colocando no seu canal do YouTube todos os quadros que ele faz no CQC. Bacana que ele pôs no ar o vídeo da entrevista dele com o Padre Marcelo Rossi um dia depois da matéria passar na TV. Confesso que achei bem melhor a entrevista dele com a Gretchen. "Pornô evangélico" foi antológico...

Falando de CQC, estou meio que com um pé atrás em relação ao programa. Na semana passada eu fiquei empolgado: o Gentili foi genial, o Rafinha mandou bem na entrevista da Sabesp e o Top 5 rende ótimas risadas. Mas só. Na atração desta semana eu só ri com o Gentili mesmo e o lance da "humildade" do padre.

Esse lance de perseguir celebridades já meio que cansou. O que foi dar uma raquete para matar mosquitos da dengue para o Gilberto Gil? Para o Ministro da Saúde até vai, mas para o da Cultura??

No ano passado eu fiz uma reportagem bem grande sobre stand-up comedy, e perguntei para um monte de gente porque esse tipo de humor, que faz sucesso na internet e nos palcos, não pega na televisão. O que ouvi de Rafinha, Gentili e companhia é que o humor da televisão brasileira é burro. "Não digo que o povo é burro, porque a TV investe milhões em pesquisa para dar a ele o que ele quer", disse Gentili. "Mas o público da internet é o público novo, e o meu tipo de comédia vai evoluir com esse espectador. Hoje ele gosta de internet, mas amanhã vai exigir na televisão o mesmo tipo de humor que vê na rede."

Sei lá. Justamente por essa frase e outras de cositas mais, o fato deles e do Oscar Filho irem para a televisão me empolgou bastante. Mas estou ressabiado: o Pânico em seu início era criativo também, mas hoje virou só bunda, peito e merchandising. O CQC jura ser contra tudo isso.

Mas hoje, né? Se a audiência não subir, já viu...

OBS: O Rafinha colocou em seu canal do YouTube a ótima entrevista dele com a Sabesp.

Nenhum comentário: