6 de out de 2005

Só aquecendo

Voltei à academia. Isso acontece comigo sempre. Faço uma semana, descanso a outra, me machuco na próxima e depois eu retorno. Vou malhar, por mês, somente uma semana. Ridículo.

Há uns três anos meio braço era fortinho, o tríceps saltava quando eu coçava o cocuruto. Mas eu continuava fracote, e vivia perdendo dos meus amigos nos braços-de-ferro da vida. Agora meu braço é mais fino que o do Salsicha. Está até meio flácido. Dou um "tchau" contido para o pessoal, pois quando aceno a pele debaixo do muque balança. É vergonhoso.

Daí eu voltei a fazer exercícios na segunda-feira. Até corri na esteira! Fiz umas barras e, até ontem, doía até para eu me enxugar com a toalha. Hoje, por motivos inexplicáveis, voltei ao recinto. Corri 20 minutos na esteira, empolgado com um rap do Rappin´ Hood com o Jair Rodrigues. Pulei da esteira, tomei água e fui fazer exercícios para as costas. Aquelas coisas.

Enquanto eu puxava aquela barra (acho que o exercício se chama Pulley) e inspirava e expirava feito um condenado, ao meu lado senta uma guria de no máximo 14 anos. Um palito. Ela repete tudo aquilo que eu faço. Puxa a barra até os ombros com o pescoço abaixado e faz uma cara de sofrimento. Detalhe: ela consegue levantar mais peso do que eu.

Enquanto descansava para a próxima série a ser repetida, a garota olha para os meus míseros quatros tijolinhos de carga e solta:

- Tá fraco, hein?

Fiquei puto. Subi mais quatro tijolos e respondi em tom de desafio:

- Que nada! Isso é só o aquecimento.

PS: Gente, é normal não sentir mais os braços?

Nenhum comentário: