16 de abr de 2007

Abre los ojos

Há uns três anos, quando eu ainda não trabalhava, não fazia nada à tarde e a MTV ainda passava videoclipes nesse horário, lembro de ter visto um clipe do Nightwish bombando no Disk MTV. "Nossa, tenho uns amigos metaleiros que vão ficar putos com isso", ri na época.

E ficaram enfurecidos mesmo. O grupo, com uma década de estrada, ficou pop do dia para noite, começou a tocar na rádio Jovem Pan e logo caiu na boca dos pré-adolescentes. Já esses meus amigos curtiam o Nightwish há anos e iam com a camiseta da banda na escola semana sim, semana não. Inclusive, quando o Nightwish veio tocar no Brasil, esses meus amigos quase morreram por terem que dividir a pista do show com um monte de menininhas e menininhos pseudo-metaleiros que curtiam "a nova banda do momento."

Hoje posso dizer que sei o que eles sentiram.

No final do ano passado, a irmã da minha namorada virou para mim e disparou: "Gu, você sabe quem canta aquela música que toca no anúncio do ER?".

Eu ainda não tinha visto essa propaganda, e prometi que quando a visse tentaria responder a pergunta da cunhada. Ela agradeceu, e algumas semanas se passaram. Até que certo dia eu vi o tal spot do seriado médico no Warner Channel.

“Tell meeeee, that you’ll open your eyes...”

Tico e Teco entram em embulição. Pego o iPod, vasculho alguns artistas, escuto algumas músicas e, pimba, achei a danada. Banda? Snow Patrol. Música? Open your Eyes.

Entro no profile dela no Orkut e escrevo: “Ei, mulher! Lembra que há um tempão você me pediu o nome de quem cantava a música do comercial do ER? Então: é Snow Patrol, Open your Eyes. A música é bem legal mesmo, mas se eu fosse você aproveitava e baixava o último CD deles, Eyes Open, que está bem pop e bacana. Beijos!”

Dia seguinte eu entro no meu Orkut e leio: “Valeu, Guuuu. Eu já sabia o nome... Inclusive essa música tocou na balada* que eu fui ontem. Bjocas!”

*Snow Patrol em balada? Como assim, Bial?

Continua...

4 de abr de 2007

Libera o mullet!

Quem é leitor das antigas deste espaço sabe que eu tenho um pé forte nos anos 80. Mesmo com essa moda oitentista que surgiu nos últimos anos com festas temáticas, revival de bandas e milhares de livros e temidos almanaques sobre a década perdida, não consegui deixar o brega daquela época de lado.

E das milhares de paródias eu já vi sobre a década dos mullets e ternos com ombreiras(acreditem, são muitas), nenhuma vai chegar aos pés do filme Letra e Música, que ainda deve estar em cartaz nos cinemas tupiniquins.

O longa é simpático e é estrelado por Hugh Grant e Drew Barrymore (o que já vale o ingresso), e tem como enredo a vida de um ídolo oitentista nos dias atuais. Grant tinha um grupo chamado PoP!, e dividia os holofotes com o vocalista. Ele também era o compositor dos maiores sucessos da banda. Se você for pensar, na verdade eles eram uma dupla, isso sim.

Acontece que esse outro cara largou o PoP! e lançou um CD solo que fez um sucesso absurdo nos anos 90. Para piorar ainda mais, ele continua até hoje nas paradas de sucesso – ao contrário de Grant, que apenas faz shows em pequenos parques de diversão e festas de reuniões de formandos de 20 anos atrás.

Mas eis que uma estrela pop, que mescla em suas músicas folclore com bunda (Shakira, onde?), resolve chamar Grant para compor uma canção para ela, o que o trará de volta ao estrelato. Como ele apenas sabe fazer o arranjo e precisa de um letrista, ele vê na mulher que “cuida” de suas plantas (Barrymore) a parceira ideal.

O PoP! é uma tiração de sarro explícita do Wham!, banda que catapultou George Michael à fama. Porém, quando alguém lembra do Wham!, apenas recorda de Michael, e esquece que havia outro cara que tocava e dançava com ele (Andrew Ridgley).

Alguns até falam: “Mas existia outro cara no Wham!?” Grant é esse cara.

Bem, chega de papo furado e vamos aos vídeos. Logo acima eu deixei o impagável videoclipe de “PoP! Goes My Heart”, do PoP!, e abaixo deixo a obra de arte que é o clipe de “Wake Me Up Before You Go Go”, do Wham!.

Divirtam-se!